Ministro diz que teles terão faixa de 700 MHz na data prometida

O Ministro das Comunicações, André Figueiredo, está confiante que na próxima semana os números da pesquisa de adoção de terminais digitais de TV terá alcançado um cronograma que permita o desligamento da TV analógica. Ele disse que existe um esforço concentrado e que a cidade de Rio Verde está mobilizada, e que o percentual de 93% de domicílios aptos será alcançado. "Com os números finais vamos tomar uma posição sobre os prazos para o desligamento na cidade", disse ele, em linha com o que o conselheiro da Anatel e presidente do Gired, Rodrigo Zerbone, já havia manifestado no começo desta semana.

Segundo o ministro, na mesma reunião do Gired da próxima semana, a ser realizada dia 9, deve ser avaliado também o que fazer em relação ao cronograma das demais cidades. Figueiredo reconheceu a possibilidade de mudança no cronograma de desligamento dos sinais analógicos, mas assegurou que o governo vai trabalhar para entregar, no prazo estipulado, o espectro nas cidades previstas. Ou seja, mesmo que a cidade não tenha seu sinal analógico desligado, o espetro de 700 MHz será liberado. Em algumas cidades, contudo, não é possível fazer as duas coisas ao mesmo tempo, mas o ministro não entrou em detalhes sobre como resolver esses casos. Ele assegurou que o cronograma final de 31 de dezembro de 2018 para que toda a faixa de 700 MHz esteja liberada para a banda larga móvel, como previsto no edital, será mantido em qualquer hipótese. "Temos o desafio de não deixar as pessoas sem o sinal de TV, mas temos um compromisso contratual com as empresas que compraram a faixa", disse ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.