Grupo Algar cria empresa de prestação de serviços de TI

Com foco na convergência de serviços o Grupo Algar anunciou nesta terça-feira, 2, a criação de uma empresa de prestação de serviços de tecnologia da informação. O grupo integrou divisões de data center da CTBC e a empresa de contact center ACS para criar a Algar Tecnologia que nasce com 7 mil funcionários e cerca de 100 clientes.
Segundo Luiz Alexandre Garcia, CEO do Grupo Algar, a holding investiu R$ 20 milhões na operação que presta serviços de data center, contact center, BPO (Business Process Outsourcing) e consultoria para os segmentos de saúde, finanças, indústria, serviços e governo. A empresa tem sede em Uberlândia (MG) com dois sites e está ampliando capacidade do data center de Campinas. Conta ainda com operações em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Ribeirão Preto. A nova empresa será comandada por José Antônio Fechio que trabalha há dez anos no grupo. Entre os clientes já ativos da Algar Tecnologia estão empresas como Bradesco Cartões, Avon, Claro, Caterpilar, Unimed, Diários Associados de Belo Horizonte, entre outros.
A previsão de faturamento da Algar Tecnologia neste ano (unindo as divisões de prestação de serviços de TI já operantes) é de R$ 220 milhões que representa em torno de 10% do faturamento total do grupo que em 2007 teve receita de R$ 2,3 bilhões. "Em 2009 essa proporção deve se manter devido ao crescimento esperado das outras empresas do grupo", diz Garcia. Além da Algar Tecnologia (integrada à ACS) a holding é composta pela CTBC, responsável por 70% da receita, a ABC Inco na área de agribusiness com 15% e o restante é dividido em atividades de serviços e turismo.

Notícias relacionadas

Crescimento

A receita da CTBC até setembro deste ano alcançou R$ 1,1 bilhão com crescimento de 10% comparado a 2007. Segundo o diretor presidente da operadora, Divino Sebastião de Souza, com a chegada da portabilidade numérica na região da CTBC em janeiro, a empresa espera manter seu market share de 85% na telefonia fixa e crescer 10% na telefonia móvel, onde detém 25% de market share.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.