Claro testa tecnologia de LTE com velocidade gigabit

A Claro anunciou nesta segunda, 2, teste conjunto com os fornecedores e Ericsson e Qualcomm para demonstrar a tecnologia de Gigabit LTE no País. Para chegar à velocidade de 1 Gbps, as empresas utilizam a tecnologia de acesso licenciado assistido (LAA), combinando espectro licenciado com não licenciado, totalizando 80 MHz de capacidade usada. No caso dos testes, 20 MHz na faixa de 2,5 GHz e mais 60 MHz com a faixa de 5 GHz.

Segundo explica o diretor de engenharia da Claro, André Sarcinelli, além da agregação de portadoras com espectro não licenciado, há uso das mesmas tecnologias do LTE-Advanced Pro. "Estamos usando frequência de rede Wi-Fi, e quando fazemos o carrier aggregation, tem o MIMO (múltiplas entradas e saídas, na disposição 4×4) e (a modulação em) 256 QAM", declara.

Com a tecnologia, afirma o presidente da Ericsson, Eduardo Ricotta, "começa-se a criar novos aplicativos em cima dessa infraestrutura". Ele ressalta ainda que os testes estão sendo realizados em rede comercial. O presidente da Qualcomm, Rafael Steinhauser, ressaltou que a tecnologia é um "precursor importante para 5G", uma vez que as primeiras redes comerciais de quinta geração ainda terão cobertura limitada em um primeiro momento. "Aí quando o usuário vai para outra parte da cidade, ele tem de ter uma cobertura que não é tão distante de 5G", declara.

O teste da Claro foi realizado em um terminal protótipo e utilizou modem Snapdragon X16 LTE integrado na plataforma móvel Snapdragon 835, da Qualcomm. Para a rede, foi a small cell Ericsson Radio System (Radio 2205) conectada ao núcleo da rede de alta capacidade Evolved Packet Core, também da fornecedora sueca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.