Oferta de conversor digital pirata em Rio Verde (GO) preocupa a EAD

A oferta de conversor digital no município goiano de Rio Verde – onde o desligamento do sinal analógico está previsto para o dia 29 de novembro – é motivo de preocupação da EAD (entidade que administra a digitalização). Segundo relato do diretor-geral, Antônio Martelleto, na reunião do Gired (Grupo de implementação da digitalização), os grandes varejistas ainda não estão vendendo o equipamento e, onde é encontrado, custa R$ 150, preço bem acima do pretendido.

Em contrapartida, Martelleto afirmou que existe um grande volume e variedade de equipamentos chineses no mercado, que não seguem as especificações do Fórum SBTVD. Para ele, tal fato é muito preocupante porque esses dispositivos não respeitam os critérios de proteção e convivência com o 4G LTE operando na faixa de 700 MHz.

O diretor-geral da EAD atribui o problema a ausência ou defasagem dos instrumentos normativos expedidos pelos fóruns competentes. O Gired ficou de recomendar ao Fórum SBTVD e à ABNT a revisão das normas com vistas a superar a questão.

1 COMENTÁRIO

  1. Ótimo indicador do switch off.
    Vão desligar a TV Analógica, mas não possuem conversores digitais pra fornecimento. Não tem vendas de conversores, não tem publicidade, acho que sequer devem saber a quantidade de consumidores com TV´s analógicas na cidade. Vai ser uma maravilha esse switch off, espetáculo de organização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.