WiMAX Forum aponta necessidade de 110 MHz para banda larga e MMDS

O vice-presidente de inovação do WiMAX Forum, Mohammad Shakouri, virá ao Brasil este mês com um propósito específico: mostrar ao governo como as redes WiMAX têm sido utilizadas em diferentes países para promover inclusão digital e competição em banda larga. A ideia é mostrar os casos concretos colecionados pela tecnologia, sobretudo em países como Índia e Rússia, que têm condições de dispersão geográfica e econômicas parecidas com o Brasil. Outra mensagem que deve ser passada pelo WiMAX Forum é sobre a consulta pública para a faixa de 2,5 GHz. "Achamos que o WiMAX precisa de pelo menos 30 MHz por operadora para serviços de banda larga e, no caso da faixa de 2,5 GHz, são necessários pelo menos 110 MHz para que os serviços de TV por assinatura possam ser oferecidos conjuntamente", disse Shakouri a este noticiário.
O WiMAX Forum também está pronto a discutir a possibilidade de desenvolvimento da tecnologia na faixa de 700 MHz, mas o presidente interino da entidade admite que essa é uma evolução mais lenta. "Nós entendemos que a tencologia tenha que se adaptar a realidades locais, mas quando maior for a padronização entre países, melhor". Shalouri participará da Futurecom, entre os dias 14 e 16 de outubro, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.