Publicidade
Início Teletime Alta do dólar faz Telefônica suspender compra de modems

Alta do dólar faz Telefônica suspender compra de modems

A Telefônica suspendeu a compra de 20 mil modems de ADSL da Parks, sua principal fornecedora do equipamento, encomendados em setembro, em função da alta do dólar. A operadora, contudo nega que esteja suspendendo contratos e diz que mantém o ritmo normal de instalação, de 750 novas linhas de banda larga (sob a marca Speedy) por dia.
O modem ADSL da Parks é fabricado no Brasil, porém tem 90% de seu custo em dólar, por conta do alto volume de componentes importados que utiliza. A empresa paga pelo equipamento na moeda estrangeira, em valor convertido para o real trinta dias depois da entrega. Como não pode repassar as variações cambiais ao cliente, que paga em real, tem de arcar com o aumento de custo na instalação do acesso.
Em seu último balanço, referente ao trimestre de abril a junho, a Telefônica divulgou ter instalado 282 mil acessos do Speedy (2,3% do total de linhas em serviço), com um aumento de 42% sobre o volume registrado no encerramento do primeiro trimestre do ano.

Notícias relacionadas
Na base de Speedy em operação atualmente, a Parks foi a responsável pelo fornecimento de 200 mil modems. A queda brusca dos pedidos pela Telefônica está sendo compensada por outros modems de acesso à Internet e pela venda de modems ADSL para outras operadoras, como Embratel, GVT e Brasil Telecom. A empresa também negocia com um novo fornecedor a compra de componentes e de tecnologia de modem ADSL com o objetivo de baixar o custo do produto em dólar. Enquanto isso, prepara-se também para fechar contratos de venda de modems para canais de distribuição.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile