5G standalone é liberado em São Paulo a partir de quinta-feira, 4

Região do Itaim Bibi em São Paulo. Foto: Wikicommons/Francisco Anzola/Rodrigo Tetsuo Argenton

O espectro de 3,5 GHz em São Paulo está liberado para ativação do 5G standalone pelas operadoras a partir da próxima quinta-feira, 4, confirmou o grupo de acompanhamento dos compromissos da faixa (o Gaispi) em reunião nesta terça-feira, 2.

Até o momento, 1.378 pedidos de licenciamento de estações na faixa de 3,5 GHz já foram recebidos na capital paulista, ou quase o triplo do total de antenas exigido pelas regras do edital de 5G (462), de acordo com informações da Anatel. Claro, TIM e Vivo devem operar o serviço de quinta geração no espectro.

Com a cobertura, o Gaispi estima que 25% da área urbana de São Paulo passe a estar atendida pelo 5G. A maior concentração de antenas ocorrerá no Centro, na região da Avenida Paulista e no bairro do Itaim Bibi. Já os bairros da Aclimação, da Mooca e do Brás, por exemplo, terão cobertura menor no início do processo, segundo a Anatel.

Notícias relacionadas

Veja o quantitativo de antenas 5G previstas para São Paulo nos próximos anos:

PrazoAntenas por habitantesQuantidade de antenas no município de São Paulo
Setembro de 20221 ERB para cada 100 mil habitantes154 estações por prestadora (mínimo de 462 antenas, considerando as três empresas que adquiriram lotes para operar em São Paulo no leilão de 5G)
Julho de 20231 ERB para cada 50 mil habitantes308 estações por prestadora
Julho de 20241 ERB para cada 30 mil habitantes514 estações por prestadora
Julho de 20251 ERB para cada 10 mil habitantes1.540 estações por prestadora

Limpeza

Antes da capital paulista, Brasília, Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre já tiveram o 3,5 GHz liberado para o 5G standalone após limpeza da faixa.

A liberação em São Paulo ocorreu após a instalação de equipamentos para evitar interferências em 226 estações do Serviço Fixo por Satélite (FSS) e a realização de testes para confirmar a operação livre de interferências. O processo foi acelerado nos últimos dias.

Cidadãos inscritos no Cadastro Único de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que recebem sinal da TV aberta por parabólica podem solicitar o kit gratuito para a adaptação do equipamento à Siga Antenado, nome fantasia da EAF (responsável pela operacionalização da limpeza da faixa).

Deixe seu comentário