Aliança por 5G 'determinístico' reúne Huawei e indústria chinesa

Uma recém-criada aliança para o desenvolvimento de redes 5G "determinísticas" foi estabelecida durante o Mobile World Congress Shangai (encerrado no dia 28 de junho) e reuniu mais de 30 players oriundos de diversas indústrias, liderados pela fornecedora de equipamentos chinesa Huawei. A entidade visa a construção de um ecossistema que acelere a adoção de soluções industriais de quinta geração com níveis de serviço garantidos.

Entre os participantes da iniciativa estão as principais operadoras de telecomunicações chinesas (China Mobile, China Unicom e China Telecom) e representantes de setores da indústria como a State Grid Jiangsu Electric Power Company (energia), Country Garden Holdings (real state), Guangzhou Public Transportation Group (transportes), Haier (bens de consumo) e China Media Group (mídia).

Segundo a Huawei, redes com capacidades determinísticas que garantam altos e pré-determinados níveis de serviço (como latência, perda de pacotes e jitter) devem ser "a chave para o desenvolvimento das aplicações 5G no setor industrial". Para tal, elementos como cloud nativa, arquitetura distribuída, network slicing e mobile edge computing (MEC) precisariam ser conjugados em casos onde redes operando na lógica do best effort não devem ser suficientes.

"Trabalhando juntos, os membros da aliança vão aproveitar os recursos de rede 5G diferenciados e determinísticos, bem como a base de inovação da indústria para incubar soluções e aplicações 5G mais inovadoras", explicou a Huawei, em comunicado. A empresa também testa redes determinísticas em verticais como telemedicina e veículos autônomos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.