Big Data ainda não se desenvolve por conta da estrutura das teles, segundo Ovum

Apesar dos benefícios que a análise de Big Data pode oferecer, como prever e reduzir churn e personalizar serviços, ela ainda não é realidade. E uma das principais razões é forma tradicional das estruturas organizacional e de dados das teles, segundo a Ovum.

De acordo com a consultoria, o mercado de análises de Big Data valerá US$ 7,7 bilhões em 2018 e um projeto bem executado requer estruturas de negócio flexíveis e processos lógicos, ao invés de estruturas com restrições definidas pelos domínios de rede. As teles precisam se tornar mais centradas em dados e ter modelos mais ágeis de análise dessas informações, como os que estão sendo usados atualmente por provedores de serviço over-the-top.

O estudo também revela que muitas empresas de telecomunicações ainda não têm o gerenciamento de dados necessário e a própria habilidade de análise para transformar os dados em benefícios. Geralmente, para as necessidades de análise de Big Data, as teles usam seus próprios fornecedores de OSS/BSS, de TI, especialistas em análise de telecom ou fornecedores de equipamentos de rede. Isso gera uma alta demanda por cientistas de dados e fornecedores com soluções e serviços para a área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.