Acordo de preferência

Pelo acordo, os fundos teriam o direito de preferência na compra dos 54% das ações que estão nas mãos do governo. É normal que se dê direito de preferência de compra a quem já é sócio de uma empresa, mas o acordo prevê que na privatização dos 54% a venda seria vinculada à compra das ações em posse dos fundos pelo mesmo valor pago no leilão pelo controle. Um ótimo negócio para os fundos, que compraram ações minoritárias e agora as venderiam pelo preço de ações de controle. Um mau negócio para a prefeitura do município que, mantidos os termos do acordo, verá cair o preço das ações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.