Ericsson aponta auditor para monitorar acordo com Justiça dos EUA

Foto: Pixabay

Após acertar em dezembro de 2019 um acordo de US$ 1,06 bilhão com o Departamento de Justiça (DoJ) e a comissão de valores mobiliários (SEC) dos EUA para encerrar investigações de corrupção, a Ericsson anunciou nesta terça-feira, 2, que escolheu um monitor independente para acompanhamento da empresa durante os próximos três anos.

A designação de um auditor responsável por avaliar a conformidade da fornecedora ao acordo (Deferred Prosecution Agreement, ou DPA) firmado com a Justiça norte-americana já estava prevista. Para a função, foi apontado o profissional Andreas Pohlmann, da consultoria especializada em compliance e governança corporativa Pohlmann & Company.

Notícias relacionadas

O acordo firmado no ano passado encerrou uma investigação sobre violações da Ericsson à Lei de Práticas de Corrupção no Exterior (ou FCPA, na sigla em inglês) em seis países: China, República de Djibuti, Indonésia, Kuwait, Arábia Saudita e Vietnã. O caso cobria um período encerrado no primeiro trimestre de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.