Papeis da Oi têm forte valorização com expectativa de renegociação

Os papeis da Oi tiveram nos dois primeiros dias de junho uma variação positiva de mais de 45%, saindo de R$ 0,87 (OIBR3) para R$ 1,27. Com isso, o valor de mercado da operadora voltou a ultrapassar a barreira do bilhão, ficando em R$ 1,2 bilhão nesta quinta, dia 2. Um analista ouvido por este noticiário explica a variação pelo provável movimento de recompra de papeis da companhia que estavam alugados. Como o valor da empresa estava muito baixo, qualquer variação puxa o preço para cima. Esse movimento é típico de momentos em que existe a expectativa de um ganho de valor decorrente de uma renegociação ou ajuste significativo nas contas da empresa. Nesse momento, a Oi está com representantes em Nova York em conversas com credores, e o movimento de recompra pode ser atribuído a uma melhora nas perspectivas destas conversas, especula o analista, mas sem citar fatos concretos.

A grande expectativa do mercado é saber se a renegociação envolverá troca de parte da dívida da companhia por equity (hipótese considerada a mais provável) e se além dos bondholders, também os bancos que têm uma parcela significativa da dívida aceitarão esta troca. A leitura do mercado é que uma redução da dívida sem a redistribuição de equity seria benéfica apenas para a Pharol, (ex-Portugal Telecom), maior acionista individual da operadora brasileira e que hoje tem praticamente apenas os papeis da Oi entre seus ativos. Não por acaso, mesmo com as fortes altas do dia nos papeis da Oi, a cotação das ADRs da Pharol tiveram queda de 0,88% em Nova York. A expectativa é de que os papeis ainda sofram forte variação de valor em decorrência das negociações com os credores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.