Operadora russa inicia WiMax móvel na faixa de 2,5 GHz

A operadora russa Yota anunciou durante o WiMax Global Congress 2009 o lançamento comercial de sua rede móvel WiMax na cidade de Moscou e São Petesburgo utilizando as licenças locais de MMDS na faixa de 2,5 GHz, em parcelas de 20 MHz e 40 MHz, dependendo da região. A exemplo das operadoras brasileiras que tentam usar esta faixa para serviços de banda larga, a Yota teve seguidos revezes regulatórios. A rede foi finalmente autorizada esta semana com 600 base-stations construídas com tecnologia 801.16e da Samsung e deve ampliar para 1,1 mil estações até o final do ano, com cobertura de 20 milhões de pessoas. Como a rede da Yota já estava em teste não-comercial (na verdade, o uso era gratuito a quem tivesse o equipamento), a operação começa com 75 mil usuários, sendo 15 mil na forma de handsets móveis da HTC e os demais na forma de modems, ao custo de cerca de US$ 70. A Yota investiu cerca de US$ 300 milhões na rede, sendo 80% em backhaul e 20% nas base-stations e prevê investimentos de outros US$ 170 milhões este ano. O break even é esperado para quando a operadora chegara 200 mil assinantes pagantes. A operação inclui serviços de vídeo e música.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.