"Espectro é o combustível da competição", diz presidente do WiMax Forum

Ron Resnick, presidente do WiMax Forum, enfatizou em sua mensagem de abertura do WiMax Global Congress 2009, que acontece esta semana em Amsterdã, o papel que a tecnologia tem desempenhado na difusão das redes de banda larga pelo mundo, com mais de 475 operações comerciais e cerca de 400 milhões de pessoas cobertas pelos serviços oferecidos.
Ele enfatizou o embate entre operadoras de WiMax e as empresas de telefonia celular em relação à disputa por espectro. "No nosso mundo, o espectro é o combustível da competição", disse. "As operadoras de celular querem manter o espaço delas e nós estamos incomodando".
Resnick afirmou que em alguns países as operadoras de telefonia celular estão tentando segurar o licenciamento do espectro para operadoras de WiMax. "Elas sabem que a voz se tornou commodity e que o futuro são os serviços de dados".

Notícias relacionadas
Segundo Resnick, o WiMax chegou muito rápido e o desafio das móveis é como responder ao modelo proposto: "Um modelo barato, aberto, com aparelhos que podem ser comprados no varejo. O modelo da Internet, que é o que as pessoas querem".
Ele enfatizou as oportunidades para operadores de banda larga wireless, sobretudo considerando que há apenas 500 milhões de usuários deste tipo de serviço no mundo, muito abaixo da penetração dos serviços móveis e da própria Internet, considerando as tecnologias tradicionais.
Ele lembrou que os equipamentos de WiMax se popularizaram e que o custo da tecnologia é marginal nos chips embarcados para outras tecnologias de acesso, como WiFi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.