Embratel e Claro se unem com institutos de pesquisa por Fazenda Conectada

A Embratel e a Claro anunciaram nesta quinta-feira, 2, parceria com os institutos de pesquisa Eldorado e Embrapa Meio Ambiente para o desenvolvimento e a validação de soluções de Internet das Coisas (IoT) para o agronegócio. Batizado como Fazenda Conectada, o projeto será realizado no Condomínio Inovar, nas dependências da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP).

As empresas do grupo Claro Brasil vão disponibilizar infraestrutura de rede celular (2G, 3G e 4,5G) e também suas novas redes voltadas para IoT (NB-IoT e CAT-M); a Embratel ainda fornecerá ambiente de cloud computing. No espaço, áreas de experimentação como plantações, laboratórios e estufas devem ser utilizadas para a realização de demonstrações, visitas e reuniões com potenciais clientes. O monitoramento via sensores conectados ocorrerá em plantações de soja, assim como em plantios de café, milho, cana-de-açúcar e sorgo. Softwares para IoT e soluções de conectividade também devem ser testados pelos parceiros.

Com uma nova área de negócios voltada para IoT, a Claro Brasil tem buscado expandir um ecossistema de parceiros para desenvolvimento e validação de soluções. Há uma semana, a Embratel iniciou a distribuição de três plataformas IoT também voltadas para o agronegócio ao lado da AgrusData.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.