SES anuncia reestruturação organizacional

Foto: Divulgação

A operadora de satélite SES vai promover uma reestruturação organizacional para potencialmente separar sua unidade de conectividade. Segundo comunicou a empresa nesta segunda-feira, 2, a ideia é implantar uma estratégia de "simplificar e amplificar", com foco nos pontos fortes da companhia, simplificando as operações e facilitando a inovação em busca de futuro crescimento.

Para tanto, afirma que a estratégia é a de "criar verticais 'pure-play'", com a potencial separação da divisão de redes dentro da empresa para aumentar a visibilidade externa e "apropriadamente configurar o negócio completo da SES para o futuro". Assim, a operadora fará uma análise que incluirá a separação da estrutura de capital, dando acesso a capital externo e facilitando a geração de caixa em prioridades de valor sustentável para a companhia nas áreas de vídeo com a entrega de serviço DTH. 

O foco nos pontos fortes será de colocar ofertas em segmentos lucrativos para a própria empresa, "duplicando onde faz sentido fazer isso, enquanto sai, reduz a exposição ou estabelece alianças e parcerias para servir em outros segmentos de mercado". A companhia não diz onde isso seria feito ainda.

Notícias relacionadas

Já a simplificação das operações seria o realinhamento de iniciativas para maximizar eficiências e tornar a SES "fácil de fazer negócios", Isso incluirá consolidação e reorganização de algumas funções para refletir a nova estrutura. Além disso, a empresa revisará seu alcance global. Como resultado da reestruturação, esperam uma geração adicional de EBITDA de 40 a 50 milhões de euros por ano a partir de 2021. 

A SES também pretende focar em inovação ao se aprofundar em serviços como o da constelação não geoestacionária (NGSO) de baixa latência, além de arquiteturas multiorbitais com integração de funções de rede e automatização. Dessa forma, a operadora satelital quer promover maior integração e desenvolvimento com cloud por meio de todos os segmentos de mercado. Outro foco será a criação de um hub para incubar soluções com clientes e parceiros, desenvolver novas tecnologias e modelos de negócio por meio de "corporate venturing", atuando como um fundo de capital de risco. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.