Acionistas rejeitam OPA da Sonaecom

A proposta de desblindagem dos estatutos da Portugal Telecom (PT) foi rejeitada nesta sexta-feira, 2, por 46,58% dos acionistas, tornando sem efeito a OPA (Oferta Pública de Aquisição) lançada pela Sonaecom. A assembléia decidiu pela manutenção da limitação de 10% de participação no capital da PT, impedindo o controle da companhia pela Sonaecom. Votaram a favor da desblindagem 43,9% do capital presente e houve 9,52% de abstenção, entre eles o governo português.
As ações da Portugal Telecom caíram 1,59% para os 9,90 euros às 15 horas, quando as operações foram suspensas para a realização da Assembléia Geral, com a previsão de insucesso da OPA. A primeira oferta da Sonaecom pela PT foi realizada em fevereiro de 2006 e totalizava 10,7 bilhões de euros. Em fevereiro deste ano a empresa subiu a OPA para 11,6 bilhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.