Oi desmarca assembleia convocada pela Pharol

A Oi desmarcou a assembleia geral extraordinária prevista para o dia 7 de fevereiro e pleiteada pela acionista Pharol (antiga Portugal Telecom). A companhia enviou fato relevante nesta sexta-feira, 2, à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), informando ao mercado que a convocação estaria contrariando a decisão judicial do juiz da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Fernando Viana, no dia 8 de janeiro, quando também homologou o Plano de Recuperação Judicial da companhia aprovado em assembleia de credores no final do ano passado.

No comunicado, a Oi esclarece que "o teor da referida decisão, sobretudo no que se refere à convocação de AGE para deliberar sobre matérias que impactem no Plano de Recuperação Judicial aprovado em Assembleia Geral de Credores, já devidamente informado ao mercado e em especial ao acionista em questão", já havia sido abordado na decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Tanto que cita a passagem na qual o magistrado justifica que todas as alterações aprovadas no plano da RJ, inclusive a do estatuto social da companhia, dispensam a realização de uma assembleia. "Pelo contrário, a convocação de assembleia de acionistas, nesta hipótese, reinstalaria a instabilidade fortemente rejeitada pelo Judiciário durante todo esse processo de recuperação judicial", diz Viana na decisão citada pela companhia.

Notícias relacionadas

A Oi finaliza o comunicado reforçando que "segue focada na sua estratégia de transformação e na implementação de todas as etapas do Plano de Recuperação Judicial aprovado pelos credores e de zelar pelo cumprimento de decisões judiciais". O fato relevante não menciona, contudo, o recurso de agravo de instrumento do Ministério Público do Rio de Janeiro contra a decisão de homologação do plano por conta do tratamento dos créditos da Anatel na RJ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.