MCTI disponibiliza R$ 80 milhões para startups brasileiras que atuam com IA

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) lançou um edital para selecionar projetos de inovação de Inteligência Artificial (IA) em startups, nas linhas temáticas 4.0: Agro, Saúde, Indústria, Turismo e Cidades Inteligentes. Ao todo serão R$ 80 milhões em recursos de subvenção econômica, que não precisam ser devolvidos ao Governo Federal.

O recurso será concedido por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao ministério. O dinheiro é proveniente do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Serão distribuídos R$ 20 milhões para cada área temática do edital.

Podem participar empresas brasileiras, individualmente ou em conjunto com outras empresas nacionais. O objetivo é promover a parceria entre startups, empresas e demais instituições para desenvolvimento tecnológico em Inteligência Artificial. O prazo de execução do projeto deverá ser de até três anos, prorrogável, justificadamente, a critério da FINEP/MCTI. As inscrições seguem até junho de 2022 no portal da Financiadora: http://www.finep.gov.br.

Notícias relacionadas

Na ocasião do lançamento do edital, Paulo Alvim, que agora é ministro da pasta, recordou que ocupava a secretaria de Empreendedorismo e Inovação do MCTI. Alvim destacou também que mesmo na pandemia, a FINEP/MCTI coordenou a aplicação de R$ 1 bilhão entre empresas e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) para o combate ao coronavírus. "Provavelmente está é a maior chamada para startups já lançada no Brasil e a gente torce para ter a oportunidade de lançar outras chamadas deste porte", pontuou Alvim.

"Atualmente temos chamadas em diversas áreas como vacinas, parques tecnológicos, foguetes de treinamento e capacitação. Ou seja, em toda a cadeia de inovação o MCTI tem oferecido oportunidades. Está é mais uma, pois muitas startups têm o conhecimento, mas não possuem dados nem recurso. Temos parceria com empresas que muitas vezes têm os dados, recurso, mas não têm o conhecimento. E o papel do ministério nesta chamada de R$ 80 milhões é justamente conectar startups com empresas interessadas", destacou o presidente da Finep, Waldemar Barroso.

Além da chamada de R$ 80 milhões prevista no edital, o governo federal tem outras linhas como a de R$ 180 milhões para Parques Tecnológicos, outra de R$ 50 milhões para Centros de Inovação, mais R$ 250 milhões da Chamada Universal do CNPq/MCTI, R$ 280 milhões para os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT), R$ 100 milhões para Infraestrutura de Pesquisa em Universidades e Centros de Pesquisa, R$ 50 milhões para Salas Limpas e Ambientes Controlados, R$ 80 milhões para Laboratórios na Amazônia para o estudo da biodiversidade, R$ 30 milhões para Projetos de Bioeconomia e Transformação Digital na Amazônia, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.