Publicidade
Início Newsletter TIM vai migrar todas as funções de TI para nuvem dentro de...

TIM vai migrar todas as funções de TI para nuvem dentro de dois anos

Durante encontro com investidores realizado nesta segunda-feira, 1, a TIM anunciou plano de desativar seus data centers de TI e migrar 100% das cargas de trabalho para um ambiente de nuvem dentro de 24 meses.

A “jornada” rumo à cloud já teve início, de acordo com o CEO da operadora, Pietro Labriola: segundo ele, dois contratos de abrangência global com provedores de nuvem foram assinados há alguns dias, com anúncio previsto para as próximas semanas. Em apresentação realizada pela empresa durante o evento, Google, Microsoft e Oracle foram citadas como parceiros da TIM ao longo do projeto.

Negociados em moeda brasileira, os novos contratos de migração teriam condições “extremamente favoráveis” para a TIM, de acordo com seu CTIO, Leonardo Capdeville. “Somos a primeira operadora da América Latina com o projeto de se tornar 100% cloud“, afirmou o executivo.

Notícias relacionadas

Ainda em 2021, a expectativa da operadora é que sistemas de CRM e big data sejam migrados para o novo ambiente. No ano que vem seria a vez de plataformas de canais e de integração; já em 2023, demais elementos como billing e sistemas empresariais seguiriam o mesmo caminho.

Custos

Segundo Capdeville, a empresa espera habilitar uma queda de 25% nos custos relacionados à rodagem dos sistemas internos após a migração e o desligamento dos data centers de TI. A dinâmica liberaria recursos para outras áreas de atuação, como 5G.

Por sua vez, o diretor financeiro da TIM, Adrian Calaza, pontuou que o projeto poderá pressionar as margens durante o primeiro ano de implementação, uma vez que custos legados e do novo ambiente coexistirão. “Depois, claramente teremos benefícios financeiros”, completou o CFO, sinalizando que eventual alta no opex seria compensada por melhoria no fluxo de caixa.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile