Comissão Europeia investirá 50 milhões de euros para 5G até 2020

A Comissão Europeia anunciou nesta semana um investimento de 50 milhões de euros até 2020 para pesquisas e desenvolvimento de tecnologia 5G. Segundo a entidade, vários projetos simultâneos estão focando nas demandas para a arquitetura de redes pós-LTE, levando conexões de ultra banda larga móvel para o continente europeu. Entre os parceiros estão operadoras como Telecom Italia, Telefónica e Portugal Telecom; fornecedores de tecnologia como Alcatel-Lucent, Ericsson e Nokia Siemens Networks; a companhia de software SAP; e a fabricante de automóveis BMW.

Notícias relacionadas
Os projetos europeus são o METIS, 5GNOW, iJOIN, TROPIC, Mobile Cloud Networking, COMBO, MOTO e PHYLAWS. Somente o METIS (que foca em eficiência espectral, maior taxa de dados, economia de bateria e redução de latência) recebeu 16 milhões de euros da União Europeia. Segundo a entidade, de 2007 a 2013, as pesquisas para o desenvolvimento de redes futuras acumularam um investimento da UE de 700 milhões de euros, sendo metade disso especificamente para pesquisas de infraestrutura sem fio, contribuindo para tecnologias 4G e pós-4G.

A intenção da Europa é ser pioneira na indústria 5G, criando emprego e levando investimentos à região. Entretanto, os projetos europeus terão de correr atrás do Japão: a NTT Docomo já está realizando testes bem sucedidos de conexões móveis com taxas de 10 Gbps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.