Falta de autorização automática frustra Telefônica

A Telefônica ainda não se pronunciou oficialmente sobre a certificação. Mas sabe-se que a empresa esperava receber automaticamente com a certificação a autorização para prestar serviços de telefonia fixa local e de longa distância em todo o País. Em princípio, pelo contrato de concessão, bastaria apenas a operadora antecipar as metas para ter direito a operar em outras áreas ou serviços. A Anatel, contudo, quer aproveitar a ocasião para resolver as pendências que existem em relação à empresa. Sobre esta questão, o conselheiro Antônio Carlos Valente declarou ao TELETIME News que não vai se tratar de um "xeque-mate", mas de uma negociação entre a operadora e Anatel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.