Molon: participação brasileira em Dubai foi "aquém do desejado"

Relator do Marco Civil da Internet, o deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ) afirmou que não ficou satisfeito com a atuação da delegação brasileira em Dubai no ano passado, durante a Conferência Mundial de Telecomunicações Internacionais (WCIT-12). Durante conversa com jornalistas após palestra na Campus Party nesta sexta-feira, 1º, em São Paulo, Molon afirmou que o Brasil teria conseguido melhores resultados se tivesse levado o texto do Marco Civil já aprovado, mostrando uma posição definida em relação a assuntos como neutralidade e privacidade na Internet.

"Eu lamento porque acho que a participação brasileira poderia ter sido muito melhor, por isso lutei tanto pela aprovação antes de Dubai", diz. Apesar de revelar que o desempenho foi "aquém do desejado", o deputado preferiu não comentar as propostas apresentadas pela delegação brasileira ou as alterações nas Regulações Internacionais de Telecomunicações (ITRs). Ainda assim, disse que o País ainda pode reverter a posição de coadjuvante nessa discussão. "Ainda que não tenha ocorrido antes do evento, acho que aprovar o Marco Civil agora coloca o Brasil em outro patamar: o de liderança e protagonismo neste segmento", acredita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.