Telefonia IP impulsiona mercado de audioconferência

A telefonia IP e a comunicação móvel na América Latina têm favorecido o crescimento do mercado de audioconferências, já que as empresas buscam constantemente alternativas para a redução de custos. Segundo estudo da Frost & Sullivan, este nicho, que em 2005 gerou US$ 15,8 milhões na região, poderá crescer anualmente 9,6%, atingindo cerca de US$ 27,1 milhões em receitas em 2011. O Brasil responde por 66% desse total.
Os serviços de audioconferência são oferecidos por dois tipos de fontes: operadoras de telefonia fixa e provedores de serviços especializados, sendo a segunda categoria formada por companhias que alugam capacidade de tráfego das operadoras. A maior parte da clientela dessas prestadoras são as multinacionais, devido, principalmente, à dispersão geográfica dos escritórios e a maior necessidade de realizar ligações remotamente para reduzir a quantidade de viagens da empresa e aumentar a produtividade e agilidade das reuniões.
Kristin Crispin, líder de pesquisa da Frost & Sullivan, explica que a telefonia IP pode também atuar como uma barreira para a disseminação desse tipo de serviço. ?Os telefones IP geralmente permitem que se faça audioconferências sem contratar nenhum serviço específico?, diz ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.