OUTROS DESTAQUES
Marketing
Justiça mantém liminar contra campanha da Vivo
quinta-feira, 08 de Maio de 2003 , 19h58 | POR REDAÇÃO

A Vivo perdeu mais uma batalha na Justiça com a Oi e terá que cumprir a liminar que a obriga a retirar até o fim desta sexta-feira, 9, todas as suas peças publicitárias de alcance nacional que se assemelham àquelas da concorrente. A desembargadora Elisabeth Fizzola Assunção, da 2a Câmara Cível do Rio de Janeiro, indeferiu nesta quinta-feira, 8, o pedido de agravo impetrado pela Vivo para cassar a liminar.
A Oi acusa a Vivo de plagiar sua campanha publicitária e conseguiu na última segunda-feira, 5, que a juíza Ellen Garcia Mesquita Lobato, da 5a Vara Empresarial do Rio de Janeiro, emitisse a referida liminar. Se a Vivo descumprir a ordem judicial, pagará multa diária de R$ 50 mil para cada peça publicitária.

Resposta

Em nota encaminhada à imprensa, a Vivo afirma confiar que sairá vitoriosa da disputa judicial quando esta chegar ao fim. E informa que a agência Wolff Olins, que criou as marcas "Oi" e "Vivo", declarou em uma carta esta semana que "os conceitos das marcas Vivo e Oi são ideologicamente diferentes" e que "o estilo visual de cada uma das marcas é substancialmente diferente". Além disso, a nota chama a atenção para o fato de a marca "Vivo" ter sido registrada pela Wolff Olins antes da marca "Oi".
Por fim, a operadora ameaça adotar medidas judiciais contra a Oi porque a empresa divulgou no começo da semana que a liminar da Justiça obrigaria a Vivo a retirar todas as suas peças publicitárias, enquanto que, na verdade, segundo ela, a decisão se refere apenas às propagandas que se confundem com as da concorrente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

CAPTCHA Image
Play CAPTCHA Audio
Reload Image

EVENTOS
[events_list country="pt-br" date_format="F" limit="1" category="18346"]
#_EVENTEXCERPT
#j de #F #@_{ \a j \d\e F }
#_LOCATIONNAME, #_LOCATIONSTATE, #_LOCATIONCOUNTRY
[/events_list]
Top