OUTROS DESTAQUES
Embratel quer ação efetiva da Anatel nas práticas anticompetitivas
sexta-feira, 31 de Maio de 2002 , 19h31 | POR REDAÇÃO

Se a Anatel não resolver a questão das teles locais em relação às práticas anticompetitivas denunciadas pela Embratel e pela Intelig, o modelo estará em cheque, afirma a vice-presidente de assuntos locais e externos da Embratel, Purificación Carpinteyro. A Embratel pode receber a licença para operar serviços locais nos próximos dias, mas isso não garante que poderá entrar em operação imediatamente. "Temos a questão da interconexão. Com certeza as teles locais criarão dificuldades para negociar. Temos ainda a questão da programação das centrais, para reconhecer nossos números", cita Purificación, entre outros problemas a serem enfrentados pela Embratel.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top