OUTROS DESTAQUES
Padronização
UIT divulga recomendações para 5G
sexta-feira, 30 de outubro de 2015 , 15h25

A União Internacional de Telecomunicações (UIT), em assembleia da área de radiocomunicação (RA-15), concluiu os trabalhos de uma agenda que vai definir o futuro das novas tecnologias de comunicação. A reunião promovida nesta sexta, 30, em Genebra, na Suíça, aprovou recomendações de padrões para sistemas de Internet das Coisas (IoT), satélites pequenos, acessibilidade e especialmente para o futuro 5G, como sugestões de espectro ultra-alto, diretrizes de velocidade de banda e tecnologias de modulação.

Para a quinta geração de redes móveis, chamada pela UIT de IMT-2020 (referência ao ano de implantação projetado para a tecnologia), o RA-15 aprovou resolução que estabelece oito princípios do desenvolvimento como extensões dos padrões 3G e 4G: pico de taxa de dados esperada de 10 Gbps; alta taxa experimentada pelo usuário em 100 Mbps; baixa latência em 1 ms; mobilidade garantida de forma transparência entre estações radiobase (ERBs); densidade de conexão de 10 Mbps/m²; eficiência energética; eficiência espectral; e capacidade total de tráfego de alta densidade de até 10?/km².

Entre as tecnologias recomendadas estão técnicas de modulações como FOFDM (com filtragem), FBMC (multiportadora), PDMA (divisão de padrão), SCMA (código esparso), IDMA (interpolado) e de LDS (espalhe de baixa densidade). Há também sistemas de antenas e de recepção de múltiplas entradas e saídas (MIMO) para alcançar melhor eficiência espectral.

A UIT também acredita que a operação conjunta de TDD e FDD com conectividade dupla e dinâmica pode melhorar a flexibilidade no uso da frequência. Recomenda ainda estudos de uso de faixas entre os 6 GHz e 100 GHz, ressaltando a disponibilidade comercial de sistemas multigigabit (MGWS) em 60 GHz e de protótipos com 11 GHz, 15 GHz, 28 GHz, 44 GHz, 70 GHz e 80 GHz. Outros requerimentos de espectro, no entanto, serão definidos a partir da semana que vem na Conferência Mundial de Radiocomunicação (WRC-15), que acontece durante boa parte do mês de novembro.

Para lidar com essas novas configurações de interface aérea, a entidade sugere a adoção de sistemas de redes definidas por software (SDN) e virtualização de funções de redes (NFV), além de outras arquiteturas como rede de acesso em cloud (C-RAN) e redes auto-organizáveis (SON). Todas as recomendações da UIT para o 5G podem ser lidas neste link em PDF.

Outras deliberações

A União Internacional de Telecomunicações também deliberou que mais estudos devem ser conduzidos para definir aspectos técnicos e operacionais em redes para Internet das Coisas em colaboração com o ITU-T (área de padronizações). O RA-15 da entidade também examinou os chamados pequenos satélites (com massa menor do que 100 kg), incluindo nanossatélites (entre 1 kg e 10 kg) e picossatélites (entre 100 g e 1 kg), recomendando desenvolvimento de padrões e mais estudos, recomendando ao secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, levar a resolução ao Comitê de Uso Pacífico do Espaço Sideral das Nações Unidas.

Por fim, a unidade ainda reconheceu o trabalho do setor de radicomunicações (UIT-R) para apoio e proteção das necessidades de usuários deficientes. Pediu que o UIT-R continue a trabalhar no desenvolvimento de dispositivos e aplicações com acessibilidade enquanto promovem compatibilidade com novas tecnologias.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top