OUTROS DESTAQUES
DTH
Crescimento da base deve continuar acelerado, aponta Data Popular
sexta-feira, 30 de setembro de 2011 , 17h22 | POR REDAÇÃO

O crescimento acelerado da classe C brasileira tem forte impacto nos serviços de telecomunicações, incluindo TV por assinatura, dados e voz. Esta nova classe média vem impulsionando o crescimento do DTH no País, que fechou o mês de agosto chegando a 6,03 milhões de lares, ou 52% do total da base de assinantes do serviço de TV paga.

Renato Meirelles, do Instituto de Pesquisas Data Popular, aponta no Congresso Latino-Americano Satélites 2011 até onde pode ir o crescimento da classe C e a adesão aos serviços de TV por assinatura. "O crescimento da classe C gerou demanda por informação e, por consequência, por serviços de comunicação", diz Meirelles.

Segundo o executivo, a classe C já representa a maioria absoluta da base de assinantes do serviço de TV no Brasil, sobretudo na plataforma DTH, por sua capacidade de cobertura nacional. A tendência é de que a classe média seja maioria em todos os serviços de telecomunicações. Em relação à TV por assinatura, Meirelles prevê que a adoção acelerada se mantenha. "Acredito que pelo menos 30% dos lares da classe C devem assinar o serviço de TV nos próximos anos", diz Meirelles.

O Congresso Latino-Americano Satélites 2011, organizado pela Converge Comunicações, com o apoio das revistas TELETIME e TELA VIVA, ocorrerá nos dias 6 e 7 de outubro no Rio Othon Palace Hotel, Rio de Janeiro-RJ. Mais informações e inscrições através do site www.convergeeventos.com.br ou pelo DDG 0800 77 15 028.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top