OUTROS DESTAQUES
Mercado
Flavio Cattaneo é nomeado CEO da Telecom Italia
quarta-feira, 30 de março de 2016 , 13h04

O conselho de diretores da Telecom Italia apontou o nome de Flavio Cattaneo como novo CEO da companhia em substituição a Marco Patuano, que confirmou sua saída na semana passada. Em comunicado emitido nesta quarta-feira, 30, a empresa, que no Brasil controla a TIM, ressalta que a decisão foi tomada em reunião liderada pelo chairman executivo Giuseppe Recchi e de acordo com considerações do comitê de nomeação e remuneração do grupo italiano.

Apesar de ser formado em arquitetura, Cattaneo tem especialização em gerenciamento de negócios. Ele atuava desde abril de 2014 como diretor independente da Telecom Italia, além de ser, desde fevereiro de 2015, CEO da companhia ferroviária Nuovo Trasporto Viaggiatori (NTV S.p.A.). Vale ressaltar também que ele foi diretor independente da Generali Assicurazioni, uma das companhias que formavam a Telco (junto com a Telefónica, Mediobanca e Intesa Sanpaulo), que chegou a ser a maior acionista da Telecom Italia com 22,4% das ações ordinárias até ser dissolvida em junho de 2014. O maior acionista da companhia atualmente é a francesa Vivendi, com 21,4% após troca de ações (incrementada com posteriores aquisições de papéis) com a Telefónica na transação de venda da GVT.

Flavio Cattaneo CEO da Telecom Italia

Flavio Cattaneo, novo CEO da Telecom Italia. Foto: Divulgação

Flavio Cattaneo terá em sua responsabilidade o gerenciamento geral da companhia e do grupo, incluindo a responsabilidade de definir, propor ao board de diretores e então implantar e desenvolver planos estratégico, industrial e financeiro. Ele terá responsabilidades organizacionais para "garantir o gerenciamento e desenvolvimento do negócio na Itália e na América do Sul". No momento, ele não possui ações na Telecom Italia.

O desafio do executivo agora será não apenas executar a estratégia de contenção de custos, mas também mudar o foco para os interesses da Vivendi para o sul da Europa, o que pode afetar o futuro das operações no Brasil. Patuano era histórico opositor da venda da TIM brasileira nas condições apresentadas na época (embora nunca tenha havido ofertas oficiais de aquisição), posição da qual a Vivendi discordaria. Agora com mais influência no board de diretores e sem a oposição do ex-CEO, é provável que a companhia francesa procure se empenhar mais em se desfazer do ativo brasileiro. No comunicado à imprensa, a Telecom Italia ressalta que Cattaneo atuou na fusão da emissora estatal italiana RAI com a Rai Holding.

Flavio Cattaneo era um dos nomes cogitados pelo mercado e pela imprensa italiana para assumir o lugar de Patuano – outro concorrente era o diretor da Wind Telecomunicazioni, Luigi Gubitosi. De acordo com o jornal Il Sole 24 Ore, o nome do executivo foi defendido não apenas pela Vivendi, mas também pelo grupo Mediobanca, outra acionista da Telecom Italia e antiga integrante da holding Telco.

Como chairman executivo, Giuseppe Recchi trabalhará com Cattaneo a definição das metas de desenvolvimento do grupo, além de efetuar a função de guidance e visão geral no desenvolvimento e implantação de planos estratégicos, industriais e financeiros da companhia e do grupo. Recchi também lidará com a supervisão da definição das estruturas organizacionais e progresso econômico e financeiro, assim como a supervisão de emissão de notas asseguradas e da divisão de provedora de transporte de dados Telecom Italia Sparkle.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top