OUTROS DESTAQUES
Nova guerra judicial pode acontecer. Opportunity exige controle
quarta-feira, 30 de Janeiro de 2002 , 22h36 | POR REDAÇÃO

Maria Amália Coutrim, sócia-diretora do Opportunity, ainda acredita em uma solução negociada, mas, se isso não for possível, o banco gestor entrará mesmo com uma ação judicial contra os fundos. "Queremos legitimamente ter autonomia para gerir esses ativos e recuperar o controle das operadoras Telemig Celular e Amazônia Celular", explicou a executiva. Todavia, segundo fonte ligada aos fundos de pensão, será difícil se chegar a um acordo e o mais provável é que seja iniciada nova guerra judicial. No ano passado o Opportunity perdeu o controle das referidas operadoras de telefonia celular para seus sócios TIW e fundos de pensão.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top