OUTROS DESTAQUES
IoT
Semana será decisiva para Plano Nacional de IoT
sexta-feira, 29 de junho de 2018 , 17h11

A próxima semana será decisiva para a Política de Internet das Coisas. Segundo explica o o secretário de Políticas Digitais do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Thiago Camargo, o governo só poderá divulgar suas ações por meio de propagandas até o dia 6 de julho. E é exatamente por isso que o decreto do Plano Nacional de IoT deverá ser publicado até a próxima sexta-feira, afirma. "Já está tudo pronto, nesse final só falta a assinatura presidencial", disse ele a este noticiário. "Eu propus ao gabinete da presidência que o fizesse até 6 de julho, e vai depender ali, se eles vão achar uma data."

Camargo diz que a minuta do decreto que deverá ser assinado pelo presidente Michel Temer já teve "todos os pareceres" da Subchefia de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais (SAG) e da Subchefia para Assuntos Jurídicos (SAJ). "Se não for [até] 6 de julho, não pode anunciar mais nada", reitera. O decreto ainda poderia sair, mas só seria publicado no Diário Oficial da União. "Não é questão de publicidade, é de comunicação social, de comunicar à sociedade o que está sendo entregue."

Enquanto isso, o MCTIC espera orientação da Consultoria Jurídica para verificar a possibilidade de realizar roadshows para divulgar a linha de crédito de R$ 1,5 bilhão da Finep para projetos em IoT dentro do Plano. "O problema são as restrições eleitorais", declara. Obtendo a aprovação da Conjur, a intenção de Camargo é colocar o pé na estrada para falar com diversos ecossistemas e incentivar empresas a buscar o crédito. "A linha da Finep é a maior e não tem prazo final, vai ficar aberta até consumir o recurso", conta. Além dessa iniciativa, também já foi anunciado o chamamento do BNDES de R$ 20 milhões para desenvolver pilotos a fundo perdido, não reembolsável, para consórcios liderados por ICTs.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top