OUTROS DESTAQUES
Análise
Base móvel brasileira volta a cair, mas 4G mantém crescimento
quinta-feira, 29 de Março de 2018 , 18h49

Em fevereiro, o mercado móvel brasileiro continuou seguindo tendências dos últimos meses: redução em geral, com crescimento de 4G e pós-pago (inclui planos controles) em detrimento da base 3G e 2G e pré-paga. No total, o serviço móvel pessoal no País fechou o mês com 235,655 milhões de acessos, uma queda de 0,24% no mês, mas já acumulando diminuição de 2,99% em 12 meses.

Apenas o LTE e os acessos máquina-a-máquina (M2M) mostraram crescimento, também seguindo a movimentação normal. O avanço mais expressivo é da 4G, que cresceu 1,96% no mês e acumula aumento de 61,50% no ano. No total, a tecnologia contava em fevereiro com 107,569 milhões de acessos.

Na divisão por grupo econômico em LTE, a líder do mercado Vivo cresceu mais no mês em adições líquidas (725,2 mil, ou 2,06% de avanço), totalizando 36,005 milhões de acessos. No comparativo com fevereiro de 2017, o crescimento é de 53,17%. Proporcionalmente, quem teve o maior crescimento foi a Oi, com 3,42% no ano e 90,31% no ano, totalizando 17,616 milhões de conexões. TIM encerrou o período com crescimentos de 0,84% e 55,62% no mês e no ano, respectivamente, totalizando 28,843 milhões de linhas. Claro ficou com 2,13% e 68,89%, total de 23,974 milhões de conexões. E Nextel, 2,17% e 1,53%, total de 1,129 milhão de linhas.

As conexões M2M Padrão (máquinas de POS etc.) apresentaram crescimento de 2,22% no mês e 18,56% no ano, totalizando 8,613 milhões de conexões. Já o M2M Especial (sem interface humana) somou 7,123 milhões de acessos após um avanço de 1,28% no mês (e 23,11% no ano).

Quedas

Enquanto o LTE cresce, o WCDMA (3G) e o GSM (2G) apresentam recuos contínuos. Em fevereiro foram 2,134 milhões de conexões 3G a menos, uma queda de 2,64%, totalizando 78,859 milhões de acessos. No ano já são 33,725 milhões de desconexões, uma redução de 29,96%. Quem mais perdeu no período foi a Claro, que desconectou 712,9 mil acessos (redução de 2,66%), mas ainda mantendo a liderança na terceira geração, com 26,131 milhões de linhas.

Já a 2G mostrou redução menor: 712,7 mil desconexões (2,27% de queda) no mês e de 15,729 milhões no ano (ou diminuição de 33,90%). Dessa forma, a tecnologia fechou fevereiro com 30,663 milhões de acessos.

Confira no gráfico abaixo com intervalo de dois anos como a curva da 3G é mais acentuada na queda do que a da 2G. Enquanto isso, o LTE cresceu de forma mais superlativa, o que indica que a tecnologia angaria migrações das duas gerações legadas.

Planos

O pré-pago continuou a cair mais em fevereiro, totalizando 146,041 milhões de acessos após queda de 0,95% no mês e 10,30% no ano. Essa modalidade ainda é 61,97% do total da base brasileira. Ainda é a maioria, mas basta lembrar que há três anos, esse percentual era de 75,66% – ou seja, uma redução de 13,69 pontos percentuais.

Por sua vez, o pós-pago cresceu 0,93% no mês e 11,86% no comparativo anual, totalizando 89,614 milhões de acessos. Essa modalidade de plano representa 38,03% da base, com crescimento obviamente também de 13,69 pontos percentuais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top