OUTROS DESTAQUES
Carreiras
César Alierta deixa comando da Telefónica
terça-feira, 29 de março de 2016 , 11h20

César Alierta deixará o cargo de chairman executivo da Telefónica. A companhia espanhola, que no Brasil controla a Vivo, anunciou nesta terça-feira, 29, que o conselho de diretores da empresa realizará reunião no dia 8 de abril para analisar a indicação feita pelo próprio Alierta para que José María Álvarez-Pallete, diretor executivo de operações (COO) no grupo há mais de três anos, assuma a função da liderança.

Alierta permanecerá no board de diretores da Telefónica, desta vez focando em assuntos de "progresso social", como educação digital. Ele ainda será presidente executivo da Fundación Telefónica. Em comunicado, o executivo afirma que Álvarez-Pallete é "o mais preparado para fazer uma transição suave e posicionar a Telefónica mais uma vez na ponta; mas, desta vez, na ponta de um setor digital".

Presidente da empresa desde 2000, César Alierta promoveu no período avanço da Telefónica na Europa e na América Latina, especialmente no país sede, a Espanha, além da Alemanha e do Brasil. Também foi sob sua gestão que a empresa começou um processo de transformação para tentar se estabelecer como uma companhia de tecnologia, o que incluiu a decisão de amortizar licenças UMTS e a criação da divisão de serviços corporativos de TI, a Telefónica Digital.

Foi na administração de Alierta também que a empresa espanhola realizou consolidações no mercado brasileiro, com a aquisição da Vivo em 2011 e da GVT em 2014. Atuou como chairman do conselho de administração da Telecom Italia, quando o grupo espanhol ainda detinha participação indireta na controladora da TIM Brasil, até que, em dezembro de 2013, viu-se obrigado a deixar a posição em consequência de decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) – na época, o órgão regulador brasileiro determinou a saída da Telefónica na companhia italiana ou a venda da Vivo. O grupo espanhol depois adquiriu a GVT da Vivendi, operação de 4,66 bilhões de euros mais participação de 12% na Telefônica Brasil. Dessa participação, 4,5% foi usada em troca de participação de 8,3% no capital votante da Telecom Italia para o grupo francês.

Perfil

José María Álvarez-Pallete López. Foto: Divulgação

José María Álvarez-Pallete López. Foto: Divulgação

José María Álvarez-Pallete entrou no Grupo Telefónica em fevereiro de 1999 como diretor de finanças (CFO) na subsidiária Telefónica Internacional, assumindo meses depois o mesmo cargo, mas na companhia controladora. Em 2002, foi nomeado chairman executivo da Telefónica Internacional, e, em seguida, chairman da Telefónica Latinoamérica. Em 2011, foi nomeado chairman executivo da Telefónica Europa e, um ano depois, serviu como COO da Telefónica. Ele é parte do board da companhia desde julho de 2006.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top