OUTROS DESTAQUES
Intelig e Inepar também defendem o 1,8 GHz
terça-feira, 28 de março de 2000 , 21h23 | POR REDAÇÃO

Inepar e Intelig também participaram da apresentação do grupo em defesa da faixa de 1,8 GHz, no interesse de disputar uma licença para o novo serviço. De acordo com o presidente da Intelig, Fernando Terni, a empresa considera mais vantajosa manter uma operação em GSM pelos features possíveis neste sistema, como o SIM Card (chip removível com informações do assinante). Mas ele admite que diante da aprovação da faixa de 1,9 MHz, estarão abertos a outras alternativas, inclusive às tecnologias concorrentes. Terni afirma que a preferência da Intelig é pela definição de uma licença única para todo o País no PCS, o que permitiria à operadoras aproveitar com vantagens sua rede de longa distância também para o serviço wireless.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top