OUTROS DESTAQUES
Balanço
Lucro da Portugal Telecom cai 14,4% em 2007
quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008 , 19h26 | POR REDAÇÃO

A Portugal Telecom, que divide no Brasil o controle da Vivo com a Telefónica, terminou o ano de 2007 com um lucro líquido de 742 milhões de euros, o que representa uma queda de 14,4% ante os 866,7 milhões de euros registrados no ano anterior. A empresa credita esse resultado ao aumento dos custos com o programa de corte de funcionários e da redução do imposto sobre o rendimento em 2006. Se não fosse por esse programa, o lucro líquido teria crescido mais ainda: 26,3% em 2007. No quarto trimestre de 2007, o lucro da PT recuou 79% para os 71,8 milhões de euros, mas as vendas cresceram 9,3% e alcançaram 1,62 bilhão de euros.
A receita operacional consolidada totalizou 6,14 bilhão de euros em 2007, com um crescimento de 6,6% em relação ao ano anterior, impulsionada pela Vivo, TMN e outros negócios. Já as receitas operacionais da rede fixa caíram 5,3%, como resultado da desaceleração do negócio de linhas fixas e da pressão sobre os preços nas receitas de varejo. O Ebitda de 2007 aumentou 5,3% para 2,35 bilhões de euros comparado ao ano anterior, e a margem caiu 0,5 ponto percentual para 38,3%.
Se fossem desconsiderados os impactos extraordinários relativos à queda nos ganhos com serviços na rede fixa e a provisões na Vivo, o Ebitda teria aumentado 6,7%, resultando na manutenção da margem Ebitda em 36,3%. O Ebitda menos o Capex (investimento de capital) totalizou 1,45 bilhão de euros, um aumento de 6,4% em relação a 2006. Segundo comunicado enviado à CVM, a melhoria do Ebitda no período se deve ao crescimento dos negócios móveis na Vivo e TMN, e ao aumento do Ebitda dos outros negócios.

Ebitda da Vivo cresce

O Ebitda da Vivo aumentou 19,9% em 2007 e o da TMN subiu 3,1%, com o crescimento da base de clientes nos segmentos de voz e dados. O Ebitda da rede fixa caiu 6% devido à redução de ganhos com serviços em 2007.
A empresa terminou 2007 com uma dívida líquida de 4,38 bilhões de euros.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top