OUTROS DESTAQUES
Conectividade
Teles compartilham rede para auxiliar trabalho de equipes em Brumadinho
segunda-feira, 28 de janeiro de 2019 , 19h04

As quatro maiores operadoras – Claro, Oi, TIM e Vivo – uniram esforços para auxiliar os trabalhos das equipes de busca e resgate após o rompimento de barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), ocorrido na última sexta-feira, 25. De forma inédita, segundo apurou este noticiário, as teles estão fazendo roaming entre si para que uma empresa possa utilizar a rede da outra na região da tragédia. Além disso, equipes de plantão das teles estão no local para auxiliar na prestação dos serviços e garantir sua continuidade. Com isso, mesmo todos os aparelhos de celular da região têm condições de acessar a rede de qualquer uma das operadoras, mesmo que a sua prestadora de origem não tenha o sinal numa determinada localização. Isso amplia significativamente a cobertura para todos os usuários do perímetro em que estão concentradas as atividades de resgate.

Em nota, o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) confirmou apenas que há operações integradas de todas as torres da região "de todas as operadoras, de forma a permitir a comunicação de qualquer terminal móvel em qualquer torre e otimizar a comunicação das equipes de resgate". A entidade diz que há um reforço de cobertura no local com o aumento de capacidade das antenas instaladas e envio de novas antenas para serviço móvel.

Em nota separada, a Algar Telecom afirmou que não possui ERB no raio de 20 km de Brumadinho, mas declarou que fechou parceria com a Oi para garantir conectividade de clientes que estejam em trânsito na região. Empresas de satélite também se mobilizaram para cooperar com as equipes

Além disso, geradores movidos a combustível também estão sendo acionados para garantir o funcionamento desses sites onde o fornecimento de energia foi cortado. O SindiTelebrasil diz que os geradores estão sendo reabastecidos, quando necessário, por equipes de plantão das empresas – estas, por sua vez, também instalaram geradores adicionais.

Fornecedores de equipamentos estão trabalhando com as teles, inclusive também com o envio de equipes à cidade mineira. A Huawei confirmou estar trabalhando em conjunto com todas as operadoras desde sábado com as ações, colocando seu próprio time de emergência à disposição e "provendo apoio proativo". Além do trabalho de recuperação e compartilhamento da rede, a companhia ainda colocou à disposição das equipes de resgate a solução de emergência de eLTE, tecnologia também utilizada para aplicações de segurança pública.

O SindiTelebrasil também destaca que as teles estão oferecendo chips e aparelhos celulares. Segundo fontes próximas ao assunto, estuda-se a liberação do uso dos terminais pré-pagos na região.

Localização

A entidade esclarece ainda que as prestadoras apresentarão relação de assinantes e números de telefones conectados às ERBs próximas à Mina de Córrego Feijão, onde ocorreu a tragédia. Essas informações foram solicitadas pela União, através da AGU, que formalizou o pedido à Justiça de Minas Gerais para que as operadoras tivessem respaldo legal para fornecer as informações. Com isso, esperam poder auxiliar na identificação e localização de vítimas.

(Colaboraram Samuel Possebon e Henrique Julião)

COMENTÁRIOS

3 Comentários

  1. Andy disse:

    E a Telebrás…

    Não viu o comunicado????

    Essas teles privadas se negaram a oferecer os dados a título gratuito…não merecem credibilidade nenhuma.

    Volta Telebrás…

  2. Luiz disse:

    Andy, a Telebrás nunca deixou de existir e continua oferecendo vários produtos e serviços, como qualquer um pode ler no site da empresa. Quanto ao fornecimento de dados pessoais, a legislação só permite isso com autorização judicial, portanto as teles privadas estão corretas. Seu modo de pensar estatizante ("Volta Telebrás…") só mostra que ainda há pessoas que acreditam num modelo de estado provedor e controlador de tudo, o que não funcionou em lugar nenhum do mundo!

  3. Rogério Pires disse:

    Excelente atitude das Teles em geral; nestas horas conceitos técnicos e comerciais devem ser deixados de lado em prol de uma causa maior e neste caso, muito dolorosa!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top