OUTROS DESTAQUES
P&D
Fapesp, MCTIC e CGI.br abrem novo edital de R$ 20 milhões para pesquisas sobre Internet
quinta-feira, 27 de setembro de 2018 , 16h54

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em colaboração com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), lançou o segundo edital para pesquisas para desenvolver a Internet no País. A partir desta quinta, 27, até o dia 5 de novembro, pesquisadores podem submeter propostas para "Pesquisa Estratégica sobre a Internet". O valor total do edital é o mesmo da primeira chamada, em 2015: são R$ 20 milhões, dos quais, R$ 5 milhões serão destinados para propostas de auxílio à pesquisa regular (APR), e R$ 15 milhões para propostas de projetos temáticos. O anúncio dos resultados será após o dia 1° de maio de 2019.

Os temas das pesquisas são: tecnologias viabilizadoras da Internet; aplicações avançadas da Internet; comunicação em rede e cultura digital; políticas relativas à Internet; software livre, formatos e padrões abertos; e aplicação sociais de tecnologia da informação e comunicações. Mais detalhes, como requisitos para seleção e cronograma, estão disponíveis clicando aqui.

Por meio de acordo entre Fapesp, MCTIC e CGI.br, os recursos para o financiamento dos projetos virão do registro de domínios ".br" recolhidos pela Fapesp no período de 1998 a 2005, quando a administração desses recursos estava a cargo da fundação. O acordo inicialmente previa a destinação de R$ 98 milhões, que o Comitê afirma ser parte do valor total acumulado durante os sete anos. Com o edital de 2015 no mesmo valor de R$ 20 milhões, ainda sobram R$ 58 milhões desse contingente.

Pesquisadores interessados devem trabalhar em áreas de pesquisa para o desenvolvimento da Internet no Brasil, vinculadas a instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos, de ensino superior ou de pesquisa nacional. As entidades querem desenvolver pesquisas em TICs para criar conhecimento e inovação nesse campo, fortalecendo grupos de pesquisa, instituições acadêmicas e pequenas empresas de base tecnológica.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top