OUTROS DESTAQUES
Convergência
TV Digital da Telefônica chega em julho no Brasil
quarta-feira, 27 de junho de 2007 , 17h11 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

A Telefônica pretende reunir sua oferta de TV sob a marca TV Digital Telefônica com início previsto para julho. Segundo o diretor geral da operadora, Stael Prata Silva Filho, a empresa terá licença própria de satélite para essa oferta e prevê "bastante flexibilidade de conteúdo?. A empresa já firmou parceria com três canais abertos e está conversando com a TV Globo. A oferta Você TV, em parceria com a DTHi, que já conta com 110 mil clientes, continua em paralelo. Mas, segundo Prata, a tendência será a consolidação sob a marca TV Digital Telefônica. O executivo reiterou também que o serviço de IPTV será lançado até o final do ano como parte da estratégia de vídeo da operadora.
A empresa tem experiência no serviço de oferta de vídeo não só na Espanha, onde o sistema Imagenio conta com 300 mil usuários, mas também no Chile, Peru e Brasil. ?A Telefônica é responsável pela manutenção da rede de empresas de TV a cabo no Brasil há muitos anos?, afirmou. Sobre a parceria com a TVA, Stael disse que aguarda um posicionamento da Anatel para anunciar os serviços.
Indagado sobre a declaração do presidente da Sky, Luiz Eduardo Baptista, que na última terça-feira, 26, acusou a empresa de monopolista, Stael disse que a entrada da Telefônica, ao contrário, é boa para a concorrência. ?Seremos mais um player, mais uma opção nesse mercado que cresceu muito pouco nesses últimos anos. Vamos contribuir para ampliar esse mercado?, afirmou.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top