OUTROS DESTAQUES
Fornecedores
Ericsson tem 16 contratos para 5G e interesse em aquisições
quarta-feira, 27 de março de 2019 , 17h54

Em mensagem emitida durante assembleia anual nesta quarta-feira, 27, a Ericsson anunciou a marca de 16 contratos comerciais de redes 5G com operadoras e o interesse em realizar aquisições ao longo de 2019. Segundo o presidente e CEO da fornecedora, Börje Ekholm, este ano deve ser marcado por um crescimento mais disciplinado e lucrativo na empresa após um 2018 marcado pelo "turnaround financeiro".

"Estou muito satisfeito que a Ericsson tenha voltado a crescer em 2018. Conseguimos aumentar nossa participação de mercado, apesar de difíceis condições de mercado", afirmou Ekholm; no ano passado, a empresa aumentou receitas e reduziu prejuízo. Já em 2019, grande parte da expectativa envolve os contratos para redes de quinta geração. Entre os acordos mais recentes está um firmado com a sul-coreana KT, cujo anúncio ocorreu no último dia 20. Segundo a empresa, mais de 3 milhões de rádios "5G-ready" já foram entregues para clientes de todo o mundo.

Um obstáculo para a adoção do 5G, contudo, seria o ritmo lento de alocação de espectro na Europa: além de observar que mais da metade do continente ainda não deu esse passo, Ekholm lamentou que o processo na região seja "muitas vezes destinado a maximizar as receitas das licenças".

Ainda assim, a previsão é que a demanda 5G lidere o crescimento "seletivo, disciplinado e lucrativo" da companhia em 2019. "Como complemento, a Ericsson também buscará aquisições", afirmou o comunicado. A empresa ainda revelou que mais de 2 mil engenheiros foram contratados nos últimos dois anos.

Adicionalmente, o conselho de administração teve seu presidente (Ronnie Leten) e outros nove membros reeleitos. Três representantes nomeados pelos sindicatos também foram apontados. A remuneração anual aprovada para o presidente do conselho foi de 4,075 milhões de coroas suecas, ou cerca de US$ 439 mil. No caso dos membros do conselho que não são funcionários, o valor foi 1,020 milhão de coroas suecas, ou cerca de US$ 109 mil anuais. Dividendos de 1 coroa sueca (US$ 0,11) por ação também foram aprovados.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top