OUTROS DESTAQUES
Balanço
Nextel amplia número de assinantes e Arpu em 2007
quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 , 19h38 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

A Nextel Brasil divulgou nesta quarta-feira, 27, seus resultados do quarto trimestre de 2007 e o consolidado do ano. A receita operacional totalizou em US$ 868 milhões em 2007, ante US$ 500,3 milhões no ano anterior. No último trimestre a receita foi de US$ 268 milhões comparada a US$ 153 milhões no mesmo período do ano passado. O número de assinantes cresceu 43% alcançando 1,28 milhão de usuários. Segundo o vice-presidente de marketing da Nextel, Mario Carotti, a empresa também comemora a queda do churn para 1,3% (era 1,4%) no ano, e o aumento da receita média mensal por usuário (Arpu) em 17,4%, alcançando US$ 54 em 2007. No trimestre a empresa teve um Arpu de US$ 58 com um crescimento de 20,8% comparado ao mesmo período do ano anterior.
O executivo destaca que a empresa mantém o mercado alvo no Brasil, a área corporativa, e prevê ampliar serviços com a rede 3G. Na teleconferência de apresentação mundial de resultados, o chairman executivo da NII Holdings (controladora da Nextel no Brasil), Steve Shindler, anunciou um investimento de US$ 750 milhões em 2008, sendo a maior parte destinada à expansão da rede no Brasil. ?Para isso vamos participar do leilão de 3G no bloco H que será realizado em 2008?, diz Carotti. Em dezembro a companhia participou do leilão de freqüências de 3G, mas não levou nenhuma faixa.

Resultados da região

Além do Brasil, a NII Holdings tem operações no México, Argentina, Peru e Chile. A receita operacional líquida total foi de US$ 3,30 bilhões, com um crescimento de 39% comparado a 2006. O consolidado de receitas operacionais líquidas no quarto trimestre foi de US$ 940 milhões, com aumento de 40% em relação ao mesmo período de 2006. No trimestre, o lucro antes dos impostos alcançou US$ 619 milhões, com um aumento de 35% ante o ano anterior. O lucro líquido foi de US$ 378 milhões, ou um lucro líquido por ação de US$ 2,27. No ano, o lucro antes dos impostos foi de US$ 924 milhões, com um crescimento de 40% comparado a 2006.
A empresa adicionou 1,28 milhão de novos assinantes no ano passado, com um crescimento de 38% ante 2006, totalizando 4,73 milhões de usuários.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top