OUTROS DESTAQUES
Terceira geração
Empresa da Telefónica terá licença encurtada no Reino Unido se não cumprir meta
quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 , 20h26 | POR REDAÇÃO

A Ofcom, agência reguladora do Reino Unido, estabeleceu prazo até junho próximo para que a O2, empresa da Telefónica, implante sua rede de terceira geração, sob pena de ter sua licença encurtada em quatro meses (ela vence em 2021). As obrigações estabelecidas pela Ofcom para as cinco detentoras de licença de 3G previa que as redes deveriam estar com serviços à disposição de ao menos 80% da população até o último dia 31 de dezembro. Agora que a agência terminou sua fiscalização, descobriu que as quatro outras operadoras (H3G, Orange, T-Mobile e Vodafone) cumpriram as metas, mas a O2 ficou abaixo, cobrindo apenas 75,69% da população. O gap corresponde a 2,5 milhões de pessoas.
Com a penalidade prevista, a agência calcula que a O2 perderia 40 milhões de libras (US$ 79,4 milhões). A O2 adquiriu a licençaem 2000, por pouco mais de 4 bilhões de libras (US$ 7,94 bilhões).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top