OUTROS DESTAQUES
Acordo entre Qualcomm e Ericsson não cria padrão
sexta-feira, 26 de março de 1999 , 20h08 | POR REDAÇÃO

O acordo anunciado nesta quinta, 25, entre a Qualcomm e Ericsson para uso conjunto do sistema CDMA não significa que o fim das discussões na UIT (União Internacional de Telecomunicações) sobre um padrão mundial para a telefonia móvel de terceira geração esteja próximo. Existem muitos outros padrões originais e a questão é complexa. É o que afirma o vice-presidente de marketing da Qualcomm, Jeffrey Belk, para quem o ponto positivo do negócio é a concentração de energia das duas empresas no desenvolvimento de seus negócios. Após vários meses de negociações, a Ericsson anunciou na quinta-feira a aquisição da infra-estrutura terrestre de telefonia celular e dos direitos sobre o uso do CDMA da Qualcomm por valor não revelado. Com isso, acabou uma disputa da norte-americana Qualcomm com a sueca Ericsson, que defendia o padrão TDMA, pela adoção de sua tecnologia.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top