OUTROS DESTAQUES
MWC 2016
Qualcomm promete acabar com sinal ruim de celular causado pelas mãos
sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016 , 19h56 | POR SAMUEL POSSEBON, DE BARCELONA

Um fato curioso sobre o Samsung S7, handset de ponta da fabricante coreana lançado esta semana durante o Mobile World Congress em Barcelona e que deve chegar ao mercado comercialmente em março. O processador do equipamento, e de todos os handsets que tiverem o mesmo processador, irá interferir na qualidade de recepção dos sinais. Aqueles que tiverem o processador Snapdragon 820 embarcado (linha topo de linha da da Qualcomm), contarão com uma tecnologia chamada TruSignal.

Trata-se de um ajuste por software e hardware projetado pela Qualcomm que compensa o efeito de atenuação que o contato entre as mãos e o aparelho causa na qualidade do sinal recebido e transmitido. Trata-se de um efeito comum a todos os handsets, mas que ficou notoriamente conhecido por uma falha de projeto no iPhone4 em que esse efeito era tão exacerbado a ponto de derrubar ligações, a depender de onde os dedos eram posicionados.

Para compensar o efeito a Qualcomm estudou a interação entre os diferentes componentes do aparelho e a geometria interna em que os componentes normalmente são dispostos e chegou a uma solução, obviamente secreta e patenteada, que permite compensar o efeito por meio de processamento de hardware e software. Essa solução está "embarcada" no Snapdragon de ponta. A empresa apresentou publicamente pela primeira vez essa tecnologia no Mobile World Congress em Barcelona. Estudos de campo feitos pela fabricante mostram que a tecnologia reduz em 30% a queda de chamadas, melhoram em 49% a qualidade nas transmissões de dados, melhoram a recepção indoor e permitem um ganho de até 20% na duração da bateria.

A pegadinha é que nem todos os Samsung S7 terão o processador da Qualcomm, e a fabricante de chipsets, durante as demonstrações feitas no MWC 2016, fazia questão de enfatizar isso,já que a fabricante coreana deve "dividir" a base de handsets com outro processador, o Exynos 8890, produzidos pela própria Samsung e que supostamente tem outras vantagens em termos de capacidade de processamento (ainda que um comparativo ainda não tenha sido feito pelo fato de que ambos só estão chegando ao mercado agora). Nem sempre o tipo de processador está explícito na caixa do aparelho e nem sempre isso é divulgado ao público, de modo que essa diferença poderá ser notada apenas depois de o aparelho comprado ou pelos lotes de número de série.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top