OUTROS DESTAQUES
Anatel contrata consultoria para orientar universalização
sexta-feira, 26 de fevereiro de 1999 , 19h26 | POR REDAÇÃO

A Anatel contratou a Booz Allen & Hamilton por R$ 1,252 milhão para uma consultoria de seis meses (três meses de trabalho efetivo) com o objetivo de desenvolver instrumentos de gestão para orientar a agência na questão do controle da universalização. A empresa deverá apresentar quatro produtos: metodologia para identificar os objetos da universalização (além dos já previstos na legislação); metodologia para aplicar os recursos do Fust; metodologia de acompanhamento dos recursos do Fust; acompanhamento do Plano Geral de Metas de Universalização. O trabalho começa em abril. Foram convidadas nove consultorias e apenas duas responderam (a outra foi a norte-americana LECG). A Anatel estranhou e lamentou a ausência da carta-proposta do CPqD.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top