OUTROS DESTAQUES
A situação das empresas-espelho
quinta-feira, 25 de março de 1999 , 18h16 | POR REDAÇÃO

Já as empresas-espelho, segundo Graneiro, têm as vantagens de terem feito seu planejamento baseado em um cenário mais realista da economia brasileira e, ao mesmo tempo, terem pago relativamente pouco pelas outorgas. Boa parte dos recursos destas empresas deverá vir de seus sócios, que farão a injeção do capital nas empresas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top