OUTROS DESTAQUES
Plano de Numeração: agência pode ser flexível
quarta-feira, 24 de fevereiro de 1999 , 22h42 | POR REDAÇÃO

Renato Guerreiro, presidente da Anatel, admitiu que a agência poderá aceitar explicações das operadoras para atrasar a implantação de recursos de escolha da carrier pelos usuários, ou seja, um número para acesso a cada operadora de longa distância. Antônio Valente, conselheiro da Anatel, admitiu que os protocolos da agência não prevêem a indicação dos índices de modernização das estações eletro-mecânicas, processo fundamental para que se consiga oferecer a opção de numeração. Mesmo aceitando as explicações, contudo, a Anatel deve cumprir as regras do Regulamento de Interconexão e não abrirá mão de multar quem não estiver no prazo. A multa consiste na transferência integral do valor da ligação realizada para as carriers, nada ficando para a operadora.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top