OUTROS DESTAQUES
Agência é um órgão "lucrativo" para o governo
quinta-feira, 24 de Janeiro de 2002 , 19h38 | POR REDAÇÃO

Ao apresentar seu balanço financeiro em 2001, a Anatel mostrou que arrecadou R$ 4,77 bilhões. Deste total, R$ 3,6 bilhões correspondem a outorgas. Estes valores podem variar ano a ano, conforme haja mais ou menos licitações. Mas chama a atenção a arrecadação da agência apenas com as taxas de fiscalização: R$ 619,9 milhões. Levando-se em consideração que as despesas totais da Anatel (inclusive investimentos) foram de R$ 225 milhões, há uma diferença enorme entre o valor arrecadado e o que foi gasto. Vale lembrar que as taxas de fiscalização existem para a manutenção da agência, e não para que o Executivo faça "caixa".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top