OUTROS DESTAQUES
Convergência
TIM prepara-se para 3G
segunda-feira, 23 de julho de 2007 , 18h59 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

No segundo semestre, além dos serviços convergentes, o foco da TIM será a 3G. A empresa vai participar do leilão de licenças, previsto para novembro. Segundo o diretor financeiro da TIM, Stefano De Angelis, estão previstos investimentos de R$ 2 bilhões em 2007 no País, aí incluídos as licenças de 3G e WiMax, aplicações comerciais e operacionais.
O presidente, Mario Cesar Araujo, disse que uma das sugestões da TIM à consulta pública de 3G é a proposta de parceria com o governo para atender as metas de cobertura. Para que haja retorno para as operadoras na cobertura municípios de menos de 30 mil habitantes, Araujo sugere uma redução dos impostos para viabilizar o retorno do investimento. ?Temos muito interesse em oferecer banda larga em todo o País, mas para isso é preciso que o investimento seja viabilizado para atender a inclusão digital?, disse Araujo. Outra sugestão é quanto ao seguro pago pela operadora e que será devolvido apenas no cumprimento das metas de cobertura. ?É necessário que a Anatel atenda também aos interesses das operadoras não onerando o plano de negócios com custos adicionais?, afirma. Ele também é a favor do compartilhamento de redes em cidades pequenas para reduzir custos, ?desde que haja acordo entre as operadoras, que as freqüências sejam similares e do volume de clientes de cada região?. Quanto ao WiMax, a previsão da companhia é que o serviço só chegará ao País no próximo ano, depois de refeito o edital pela Anatel, e após a consulta pública.
A TIM não fez oferta pela Telemig Celular, que está à venda, mas prevê reforçar sua presença em Minas Gerais com os serviços que já oferece, disse Araujo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top