OUTROS DESTAQUES
Finanças
Receita menor gera movimento de venda das ações da Telesp
segunda-feira, 23 de julho de 2007 , 19h48 | POR HELTON POSSETI

Apesar do balanço da Telesp divulgado na última sexta-feira, 20, estar dentro das expectativas do mercado, uma pequena variação da receita líquida já foi suficiente para desencadear um processo de venda dos papéis e conseqüentemente de desvalorização do ativo. ?A receita desapontou um pouco por que a empresa teve aumento de clientes em banda larga e também nova tarifação que contribuiriam para melhorar o resultado?, diz Roger Oey do Banif Primus. A receita líquida do trimestre foi de R$ 3,66 bilhões, 1,6% menor que o primeiro trimestre. Oey ainda lembra que no ano, os papéis da Telesp acumulam mais de 25% de valorização.
A sensação geral dos analistas ouvidos por este noticiário é que os acionistas da empresa aproveitaram essa pequena decepção na receita para vender seus ativos. ?O resultado não justifica a queda dos papéis, mas os acionistas aproveitaram para realização de lucros?, diz Jacqueline Lison da Fator Corretora.
A Telesp ON fechou o pregão negociada a R$ 63,50, baixa de 3,51% e a PN caiu 4,78%, negociada a R$ 64,52.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top