OUTROS DESTAQUES
Análise
Pós-pago cresce 0,89% em março e 2,65% no primeiro trimestre
terça-feira, 23 de abril de 2019 , 16h51

[Atualizada em 24/4 para inclusão de dados da TIM] O mercado de serviço móvel pessoal (SMP) registrou mais uma leve queda na base de assinantes durante o mês de março, quando pouco mais de 88,3 mil acessos foram desconectados (recuo de 0,04%), informou a Anatel nesta terça-feira, 23. Dessa forma, a telefonia móvel encerrou o terceiro mês do ano com 228,881 milhões de clientes ativos; a retração da base no acumulado do ano é de 0,14%. Por outro lado, o crescimento do LTE segue como tendência (são 2,3 milhões de novos acessos em março e 6 milhões no ano), assim como a migração dos clientes para a categoria pós-paga.

No período de três meses, a modalidade cresceu 2,65% e alcançou 102,2 milhões de chips. Em março o avanço foi de 0,89%, ou 905 mil adições. Dessa forma, 44,67% da base brasileira do serviço já é pós-paga. No segmento pré-pago, os acessos somaram 126,6 milhões ao fim do mês passado, em nova queda de 0,78% após registrar 993 mil chips a menos. No trimestre, a base pré-paga caiu 2,28%. Isso representa 2,9 milhões de acessos, contra 2,6 milhões adicionados no caso do pós-pago nos três primeiros meses de 2019.

De fevereiro para março, o destaque em termo de adições (pré e pós) foi a Vivo, que somou 102,5 mil novos clientes, alcançando 73,5 milhões de linhas. Com 56,3 milhões, a Claro desconectou 33,9 mil usuários, enquanto a Nextel ganhou 32,2 mil, chegando em 3,4 milhões (juntas as duas empresas têm 59,8 milhões).

A maior queda mensal no número de clientes foi registrada pela TIM: foram menos 260,1 mil, para 55 milhões de chips. Já a Oi perdeu 7,6 mil, fechando março com 37,6 milhões de acessos móveis. Uma queda de alguns milhares também foi registrada na Algar (menos 5 mil, para 1,26 milhão de chips). A a Datora adicionou 8 mil acessos (perfazendo 420 mil), enquanto o grupo das operadoras menores (chamada de "outras" pela Anatel) somou 63 mil novos assinantes, para 270 mil.

Considerando apenas as adições na modalidade pós-paga, as quatro maiores operadoras registraram números positivos. A Claro adicionou 327 mil acessos, frente a 250 mil da Vivo e 139 mil da Oi. Já a TIM somou 74,7 mil novos acessos na categoria . Desta forma, a proporção de pós-pagos frente à base entre as quatro maiores operadoras ficou da seguinte maneira:

LTE

Como nos meses anteriores, também foi registrado um forte crescimento da base LTE, que adicionou 2,3 milhões de acessos ao longo de março. Dessa forma, os acessos 4G passaram de 133,5 milhões para 135,8 milhões, em avanço mensal de 1,35%. Ao longo do ano, mais de 6 milhões de chips LTE foram ativados no País.

Em contrapartida, o 3G (WCDMA) caiu 3,85% – o que representa 1,9 milhão de acesso móveis a menos. Em março, a tecnologia somava 47,4 milhões de usuários. Já o 2G (GSM) caiu 4%, para 21,9 milhões, após 921 mil chips do gênero serem desconectados.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top